fbpx

4 “Planos B” para qualquer Freelancer ganhar dinheiro mesmo quando não pode trabalhar.

4 "Planos B" para qualquer Freelancer ganhar dinheiro mesmo quando não pode trabalhar.

Recentemente fiz uma enquete com meus amigos, conhecidos e outros profissionais freelancers (em início de carreira e experientes também) onde os questionei sobre um detalhe muito importante: Quais são seus maiores medo em relação a sua vida como Freelancer?

Na maioria dos casos, o que foi levantado foi:

  • a falta de clientes
  • e o fato de nem sempre conseguirem fechar projetos nos valores que gostariam.

Resumidamente, mais uma vez trata-se de dinheiro – ou a falta dele.

Realmente, o lado financeiro é um pilar que, quando não está bem resolvido, tira o sono de qualquer freelancer, desde os que estão começando até os mais experientes.

Mas existe um outro detalhe que, mesmo não tendo recebido tanta atenção assim, eu o considerei muito importante. Tão importante, que resolvi criar esse artigo para falar mais sobre ele.

Estou me referindo ao fato de quando o freelancer passa por períodos de dificuldades, onde não pode trabalhar – seja por qual motivo for.

Como ele pode proceder para proteger (e manter) sua vida pessoal e profissional nos trilhos durante este momento de escassez de dinheiro?

É fato que, se você é freelancer, a captação de clientes, o desenvolvimento dos projetos, as entregas, a manutenção do negócio e muitos outros detalhes, giram em torno exclusivamente de você.

Então, quando isso acontece, a primeira pergunta que vem a cabeça de qualquer freelancer é: E agora, o que fazer se não posso trabalhar?

Um ponto que sempre foi muito bem claro foi o fato de que, uma das desvantagens de quem trabalha como freelancer é a insegurança e imprevisibilidade de qualquer coisa.

Saber lidar com questões como essa, é realmente um grande desafio.

Mas não se preocupe mais! Para te ajudar, vou te mostrar 5 PLANOS B para você de lidar com esse tipo de situação, conseguindo manter a saúde do seu negócio.

Ps.: o último Plano é o mais rentável e legal!!!

Plano 1 – Crie uma Poupança

4 "Planos B" para qualquer Freelancer ganhar dinheiro mesmo quando não pode trabalhar.

O primeiro plano que eu sugiro é ter uma poupança. Parece óbvio, mas nem todo freelancer sabe lidar bem com essa questão de juntar dinheiro para eventualidades.

Para muitos, ser freelancer é quase que uma questão de ter coragem. E na maioria das vezes, a coragem começa a surgir conforme nos preparamos bem para o que está por vir.

Então pense comigo, só o fato de estarmos nos preparando para possíveis imprevistos, automaticamente já estamos nos tornando mais confiantes e corajosos para seguirmos adiante, certo?

Essa situação se assemelha muito a quando estávamos na época do ensino médio, onde toda semana tinha prova. Os alunos que estudavam e se preparavam para as provas com antecedência, sempre estavam mais confiantes e corajosos do que os alunos que não estudavam ou deixavam para última hora.

E não é diferente no mundo freelancer.

Quando você consegue juntar uma grana extra com antecedência, você se torna mais confiante de aceitar – ou recursar – certos tipos de trabalhos, organizar melhor seus horários, se dá o direito de ter certos luxos e por aí vai.

Então, se você é freelancer e não tem nenhum dinheiro guardado, comece agora a separar uma parte dos seus ganhos para montar sua poupança.

Assim, quando você não puder trabalhar, seja por motivos de saúde, ou porque você decidiu tirar umas férias fora de hora, você poderá ficar tranquilo com isso.

Plano 2 – Tenha Capital de giro

4 "Planos B" para qualquer Freelancer ganhar dinheiro mesmo quando não pode trabalhar.

Muito parecido com a poupança, o capital de giro serve como uma reserva financeira, exclusivamente para manter o seu negócio operando.

Então se você é uma eugência, parte do capital de giro será destinado a suas despesas – ainda mais se trabalha no estilo Home-office.

No entanto, o capital de giro vai mais além. Ele também tem como objetivo, não só manter suas contas em dias para que sua empresa não pare de funcionar mas também servir como um suporte para suas futuras ações.

Por exemplo, se você precisa comprar equipamentos novos ou investir em um curso para aprimorar suas habilidades, o capital de giro entra em ação.

Perceba que, tanto a poupança quanto o capital de giro, são reversas de dinheiro. No entanto, cada um tem papeis distintos e importantes.

Eles se diferem no momento de serem usados, reservando a poupança para suas despesas pessoais e o capital de giro para suas despensas empresariais – por assim dizer.

Em outras palavras, o capital de giro é a poupança da sua empresa.

Plano 3 – Trabalhe com Contratos mensais

Outra forma de um freelancer sempre estar recebendo dinheiro é tendo contratos ativos.

Trabalhar por meio de contratos, sejam eles mensais, semestrais ou até anuais, é o sonho de qualquer freelancer.

Contratos assim fornecem previsibilidade de ganhos e até nos dá uma certa dose de segurança para planejar os passos dos meses seguintes.

Então, se você é um freelancer e não possui clientes ativos por contrato, procure rever seu modo de oferecer serviços.

E para assegurar o que lhe digo, me baseio em uma afirmação que já é senso comum: Vender mais para os mesmos clientes é mais fácil e mais barato do que vender para desconhecidos.

Pessoas que te conhecem, já confiam em você e tendem a ser mais suscetíveis as suas propostas. Então acaba saindo mais rápido e mais barato vender para essas pessoas.

Indo além disso, assegurar que uma demanda recorrente do seu cliente esteja sempre sob controle, pode demostrar que você se importa e que está comprometido com o sucesso do negócio dele.

Com toda certeza, isso será enxergado com bons olhos pelo seu cliente, podendo lhe render bons frutos.

O outro ponto positivo é o de que, com um contrato, você terá um pouco mais de tranquilidade para trabalhar e não só se preocupar em ficar correndo atrás de clientes novos.

Mesmo nos dias em que você não puder trabalhar, você poderá compensar depois, bastando conversar melhor com seu cliente, mostrando a ele que você teve imprevistos, mas que mesmo assim pretende manter tudo em ordem. Afinal, um elo de confiança já foi estabelecido nesta relação de freelancer e cliente.

Lembre-se apenas de que, ao trabalhar com planos de contratos mensais, é preciso ter um contrato bem definido, com regras claras para que cada lado tenha plena noção de quais são seus direitos e deveres.

Plano 4 – Venda infoprodutos

4 "Planos B" para qualquer Freelancer ganhar dinheiro mesmo quando não pode trabalhar.

Na minha opinião, obter sucesso com a venda de infoprodutos na internet é o ápice da independência financeira para qualquer freelancer.

Isso não só abre grandes oportunidades como também possibilita que você mude totalmente sua realidade profissional.

E quando digo mudar sua realidade profissional, me refiro a diminuir sua jornada de trabalho, obter ganhos maiores e muitas outras vantagens. Tudo vai depender do quanto você se dedicar a isso.

Mas vamos calma! Se você ainda não sabe o que são infoprodutos e como ganhar dinheiro com eles pela internet, recomendo ler este artigo antes -> 11 maneiras de ganhar dinheiro na internet .

Resumidamente, infoprodutos podem ser Cursos e Mini-cursos online, E-Books Pagos, Consultorias Online, Arquivos para download, Planilhas e qualquer outro tipo de material didático ou ferramenta, que possa ser comercializado pela internet.

Para trabalhar com Infoprodutos, você pode seguir por 2 caminhos: ser Criador, Afiliado ou ambos.

Criador de Infoprodutos (infoprodutor)

Os criadores de infoprodutos, geralmente são profissionais experientes em suas áreas de trabalho, chegando a criar seus próprios métodos de criação ou resolução de problemas.

Assim, eles transformam esse conhecimento em um infoproduto exclusivo e os fornecem para outros pessoas afim de ajuda-las. Em troca, uma negociação acaba sendo realizada.

E para ajudar os criadores de infoprodutos a venderem com mais eficiência, temos que falar dos afiliados.

Afiliados

Você também pode optar por vender infoprodutos de outras pessoas, recebendo comissões por isso. Nesse caso, você será um afiliado, que terá como missão, divulgar e vender o infoproduto de alguém.

Geralmente os afiliados tem ganhos menores do que os criadores. No entanto, se você for um bom afiliado, poderá divulgar muitos infoprodutos de diferentes criadores. Assim acabará por realizar mais vendas por mês.

Não importa se você escolher ser um criador de infoprodutos, um afiliado ou ambos.

Só de tomar essa decisão e seguir adiante com ela, você já garantirá uma alternativa lucrativa para sua vida profissional.

O processo de se trabalhar com infoprodutos vem se desenvolvendo cada vez mais no Brasil.

Hoje contamos com empresas como a Hotmart, Monetizze, Eduz e outras plataformas para trabalhar como infoprodutor ou como afiliado.

Essas mesmas empresas, já fornecem todo material, curso, apoio para que você tenha sucesso, independente da sua escolha.

Recomendo a você que corra atrás também.

Conclusão

Espero que após ter chegado aqui, você tenha percebido que viver como freelancer, não é tão arriscado e perigoso como muitos dizem.

Até mesmo em momentos difíceis, onde você não poderá trabalhar para gerar renda, ainda sim é possível elaborar planoa para não ficar sem grana no final do mês.

Tudo é uma questão de obter conhecimento e ajudar para viver seu sonho e se manter sempre em crescimento.

O meu maior objetivo ao finalizar esse artigo, é mostrar que, mesmo você sendo um freelancer, é possível sim criar uma área de segurança para trabalhar com tranquilidade e criatividade.

Se você ainda não é freelancer fulltime, mas deseja ser, ao ler esse artigo, você estará ciente de que é possível migrar com segurança, desde que tenha uma boa reserva financeira para esse momento de transição. Siga essas dicas que seu futuro estará em segurança. Boa semana!

Sobre o autor:

Fred Bueno

Fred Bueno

Fred Bueno é especialista em Criação de Sites em WordPress. Há 8 anos escreve Tutoriais WordPress e também é idealizador do projeto "Empreendedor Digital WordPress".

Gostaria de ler mais conteúdos como este?

Faça como muitos Empreendedores Digitais e cadastre-se em nossa Lista Exclusiva para receber Tutorias, Dicas e Materiais Ricos sobre WordPress, Freelancer e Empreendedorismo Digital. Não perca essa oportunidade e saia na frente.

Não se preocupe, não fazemos SPAM ;)

Gostou do artigo? Compartilhe nas redes sociais

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Artigos Relacionados

Freelancer, essa é pra vc 👇!

Conheça o Kit de Materiais que vai Aumentar a qualidade dos seus trabalhos e reduzir seu tempo de Criação pela metade.

Quer saber como Criar Sites e Blogs com WordPress?

Clique no botão abaixo e comece a aprender sobre Criação de Sites e Blogs WordPress, do Básico ao Avançado.

Últimas do Blog!

Patrocinado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pesquisar no Site.

Use o campo abaixo para informar o que deseja buscar no site, seja um artigo, um vídeo ou qualquer outra coisa.

Freela, está com dificuldade para conseguir novos Clientes?

Conheça agora o !

Ferramentas de Vendas Exclusivas para Freelancers que Querem saber Como Criar uma Fonte Inesgotável de NOVOS CLIENTES todos os Meses de maneira RECORRENTE E AUTOMÁTICA.