fbpx

12 detalhes que separam Freelancers Amadores de Freelancers Profissionais.

12 detalhes que separam freelancers amadores de freelancers profissionais - empreendedor digital wp

Hoje vou falar de um tema que pode ajudar muito você, que deseja ser freelancer, a se encontrar e melhorar sua posição dentro do mercado.

A grande pergunta é: Quando sabemos se somos freelancers profissionais ou se ainda estamos no estágio embrionário da coisa, trabalhando e se portando como amadores ou freelancers de momento?

Não se trata apenas de uma questão de tempo de mercado, mas sim de postura profissional e de como você encara os desafios.

Resumidamente, esses são os 2 pilares centrais que separam os amadores dos profissionais.

Bom, e quem sou eu para dizer ou analisar isso?

Simples, com quase 15 anos trabalhando como freelancer, puder perceber (e tratar) alguns pontos que me prejudicaram bastante e outros pontos que me beneficiaram também a pronto de tornar possível meu sonho de viver como freelancer em tempo integral.

Antes de tudo, entenda que não quero tornar minha opinião como “a verdade absoluta”, mas acredito que se você a levar em consideração, observará alguns detalhes que são exigidos pelo mercado e praticado pela grande maioria dos freelancers profissionais que já se estabeleceram a bastante tempo.

Sem mais delongas, vamos aos 12 pontos que separam os Freelancers amadores dos Freelancers Profissionais.

12 detalhes que separam Freelancers Amadores de Freelancers Profissionais.
DICA IMPORTANTE: Conheça também o Kit de Vendas para Freelancers Profissionais 👍

1 – Insegurança profissional

Esse é um ponto crucial que separa os Freelancers amadores dos profissionais, a insegurança profissional.

Não entenda errado, mas se você está começando como Freelancer, é normal (e bastante comum) ficar inseguro, com medo de entrar em grandes projetos ou encarar novos desafios.

Também acontece muito de freelancers em inicio de carreira não se considerarem totalmente aptos a encarar novos projetos, com medo de sair da sua zona de conforto.

Mas é importante que você entenda que é nas novas oportunidades que surgem a chance de aprender, mostrar o seu valor e consequentemente, perceber que você é capacitado para aquela tarefa.

Nem sempre estamos 100% preparados para novos desafios, mas o que estiver faltando de conhecimento, você poderá completar com entusiasmo e vontade de aprender.

Acima de tudo, também é preciso ter humildade para avisar ao cliente que você ainda é novo naquilo mas que fará de tudo para obter sucesso nessa tarefa e não o abandonará no decorrer do processo.

Muitos freelancers amadores (e porque não desonestos) pegam projetos complexos, que vão além da sua capacidade e quando percebem isso, largam tudo no meio do processo, não dão satisfação e enrolam o cliente (quando não somem).

E é ai que entra o 2º ponto da nossa lista…

2 – Falta de Comprometimento

Esse é um dos pontos mais importante (senão o mais importante) que separa os Freelancers amadores dos freelancers profissionais, a falta de comprometimento.

Em muitos momentos a falta de comprometimento prejudica não só a sua reputação, como também esteriliza sua carreira de freelancer.

Quando você é um profissional que atrasa com seus combinados, não cumpre com o que foi acordado, você gera um desgaste enorme na relação profissional/cliente.

Não importa se você é o melhor profissional do mercado. Se você atrasou um orçamento ou a apresentação de um logotipo, a falta de comprometimento ou o descumprimento de um acordo é algo muito mal visto e você pode acabar sendo rotulado por isso.

Então, tente se esforçar para evitar esse tipo de constrangimento. Não se coloque em situações que propiciam esse tipo de problema. Em outras palavras:

  • Evite prazos muito curtos
  • Modere seus acordos quando fizer promessas para conquistar novos clientes
  • Estipule prazos e acordos realistas e com base na sua capacidade de entrega/produção
  • Seja sempre honesto com o que será feito.
  • E se possível, entregue mais para o seu cliente, mesmo que ele não tenha pedido por isso.

Lembre-se sempre, o sucesso do seu cliente será o seu sucesso como freelancer.

3 – Ética profissional

Acredito que nem era preciso falar sobre o tópico, ética profissional para freelancers. Mas por incrível que pareça, muitos freelancers amadores agem como se o cliente fosse o inimigo, sabotando os seus desejos e não cumprindo com que foi prometido. 

Temos que entender que, na hora em que vamos fechar um projeto, todas as promessas que foram feitas na etapa da venda precisarão ser concretizadas durante a fase de criação até a conclusão do projeto. 

Outro detalhe também que é preciso levar em consideração é que o escopo do seu projeto precisa ser bastante claro e específico em relação ao que será feito e ao que será entregue.

De modo algum negocie e ofereça algo onde você obtenha vantagens e benefícios obscuros, indiretos ou ilícitos em cima do seu cliente.

Lembre-se sempre de focar no sucesso do seu cliente ao invés de ficar pensando somente em questões financeiras.

Um cliente satisfeito é um cliente que irá te passar sempre novos projetos, através de indicações e recomendações.

4 – Não possuir processos de trabalho.

Um detalhe que só é obtido através da prática e com o passar do tempo, é a criação de processos e rotinas de trabalho, com o objetivo de agilizar o processo de criação e facilitar as tomadas de decisões.

Um freelancer profissional, por já está há bastante tempo no mercado, já tem estabelecido suas próprias rotinas e processos de criação, diferentemente de um profissional amador, que ao iniciar um novo projeto praticamente reinventa a roda por não ter criado os seus próprios processos de trabalho.

Ter e seguir um processo faz toda diferença quando se busca mais agilidade na realização de certas tarefas do cotidiano profissional. 

Nenhum segundo é desperdiçado e você já saberá quais os caminhos que serão precisos  percorrer até se chegar a conclusão do projeto e alcançar o sucesso.

Caso você não tenha um processo definido, procure observar outros profissionais e pergunte a eles como se comportam no dia a dia, quais são as etapas que eles percorrem desde o início de um projeto até a sua conclusão.

Tendo estas informações como base, procure observar o seu dia a dia e tente implementá-las para ver se você consegue adotá-las com naturalidade. 

Lembre-se que cada profissional tem o seu estilo de trabalho, então não se obrigue a ter que adotar o estilo de outro profissional como sendo o seu. 

Apenas use-o como base para criar os seus próprios processos de criação.

5 – Não ter CNPJ.

Hoje em dia, com a facilidade de se obter um CNPJ, é quase que obrigatório todo freelancer ter um para poder emitir notas fiscais para os seus clientes.

Aqueles freelancers que não possuem um CNPJ, tendem a ser encarados como profissionais amadores e correm grande risco de perder clientes por conta da incapacidade de emitir notas fiscais. Devido a isso acabam se encontrando limitados por não poder atender todo tipo de cliente.

Através do sistema MEI (micro empreendedor individual), é possível para qualquer prestador de serviço se formalizar em poucos minutos pelo próprio site só sebrae.

Nesse programa chamado MEI, é preciso apenas pagar uma taxa mensal onde estão embutidos impostos e outros encargos financeiros. No entanto também será possível que você emita notas fiscais, pegue empréstimos com taxas baixas, contrate um número limitado de funcionários para poder te ajudar, entre outros benefícios legais

6 – Utilizar contrato.

Hoje em dia, utilizar um contrato é mais que uma mera formalidade e sim o método de segurança, para prevenir você e o seu cliente de qualquer mal entendido que ficou esquecido ou foi mal interpretado durante a negociação.

Quando se utiliza um contrato a imagem que você passa para o cliente é a de que é um profissional preocupado em manter a ordem, o combinado e acima de tudo comprometido com o sucesso do projeto.

Muitos Freelancers amadores – por medo de perder o cliente ou por falta de conhecimento – não utilizam contrato. Por conta disso, muitas vezes acabam criando coisas além do combinado ou esquecendo de fazer alguns detalhes que eram essenciais para o sucesso do projeto.

É por isso que muitos Freelancers profissionais conseguem se manter firmes e em posições de destaque, pois eles sabem da importância do seu trabalho e da importância de ter tudo registrado, afinal o tempo deles é corrido e a imagem profissional é a garantia que permitirá pegar novos projetos. 

Resumindo um contrato vai mostrar pra você e para o cliente o que precisa ser feito, nada mais e nada menos do que o que foi combinado. Assim ambas as partes evitam conflitos e o famoso tal do disse-me-disse.

Caso você não tenha um contrato, experimente marcar uma hora com um advogado ou peça algum profissional freelancer profissional que você conhece e confia, para que ele ajude a montar o seu próprio contrato. 

Fique a vontade também para conhecer o Freelancer Toolkit. Um pack com os principais documentos que todo Freelancer Profissional precisa para se destacar e vender mais e com segurança.

Tenha em mente que dentro de um contrato existem direitos e deveres a serem cumpridos, tanto da parte do contratante quanto da parte do contratado. 

Então fique atento para não exigir demais do contratante sem perceber. O importante é que ambas as partes se sintam protegidas, gerando confiança mútua.

7 – Não tem portfólio ou está com o portfólio desatualizado.

Este é mais um dos pontos que nem precisava ser dito, mas por incrível que pareça é preciso mencionar pois tanto Freelancers amadores quanto Freelancers profissionais negligenciam o fato de manter o seus portfólio sempre atualizados.

Freelancers amadores tendem a se preocupar bastante em correr atrás de clientes divulgar o seu projeto de forma aleatória e sem estratégia, sem perceber que o ponto que mais interessa para quem está procurando um design ever do que ele é capaz, quais projetos ele já realizou e se ele conseguirá criar algo criativo e que resolva os seus problemas.

É por causa disso que é muito importante ter um Portfólio atualizado, claro e bem apresentado, pois em cima disso que os novos clientes vão analisar a sua proposta. 

Eles, literalmente, vão imaginar o seus projetos com base nos projetos que estão apresentados no portfólio.

Para criação de um Portfólio existem inúmeras ferramentas on-line que poderão te ajudar.

A maioria dos Freelancers que estão começando, utilizam ferramentas como Behance, Driblle, Pinterest e até mesmo o próprio Facebook e Instagram. 

No entanto, já os Freelancers profissionais, utilizam da criação de sites próprios, onde podem publicar o seus projetos, falar mais sobre eles e transformar o site em uma espécie de ferramenta de vendas, onde ele é capaz de criar um funil de vendas para atrair as pessoas interessadas em conhecer o seu trabalho, levando-as até um canal de contato, onde ele posteriormente irá realizar o atendimento e possivelmente concluir a venda.

Entenda que ter um site próprio é uma vantagem que não pode ser desconsiderado, pois assim você consegue passar uma imagem profissional e muito clara sobre quem você é e sobre a importância que você dá para o seu negócio. 

Não importa se você é um freelancer que pega projetos pequenos um freelancer que trabalha somente para grandes empresas, ter um site próprio demonstra profissionalismo e preocupação com bem estar do cliente, afinal você está proporcionando para ele mais comodidade na hora de procurar e falar com você.

8 – Ter medo de desafios.

Ter medo de novos desafios é muito comum, tanto entre Freelancers amadores quanto Freelancers profissionais

O detalhe que diferencia um freelancer amador de um freelancer profissional é a maneira com o qual ambos lidam com novos desafios. 

Geralmente Freelancers amadores tendem a se manter na sua zona de conforto, se agarrando apenas no que já sabem para poder trabalhar. 

Já os Freelancers profissionais, tendem a encarar novos desafios como uma oportunidade de aprender novas habilidades, conhecer novas pessoas, enriquecer seu portfólio, se preparando para que futuramente a sua carreira possa dar um salto para mais longe.

Muitas vezes não percebemos, mas quem já trabalhou em alguma empresa, sabe que novos desafios são impostos constantemente e nos vemos obrigados a encará-los de qualquer maneira, pois do contrário a “porta da rua é serventia da casa”.

E literalmente essa situação não muda quando se é freelancer.

Novas oportunidades virão disfarçadas de desafios e quando decidimos não aproveitá-las, corremos um grande risco de afundar o nosso negócio, pois não existe carreira pausada, estável. 

Existe carreira em crescimento ou carreira em declínio. 

Quem acredita que sua carreira já está ótima e pode parar por aí, sem aprender mais nada ou buscar tentar oferecer algo novo, já assinou sua sentença de morte no mercado profissional. 

9 – Não investir em ferramentas e em conhecimento.

Podemos até considerar este, como uma continuação do tópico anterior, pois não investir em conhecimento nos deixa vulnerável para encarar novos desafios, comprometendo até mesmo o nosso crescimento.

Geralmente Freelancers amadores encaram o fato de ter que fazer cursos como perda de tempo, pois acreditam que pequenos tutoriais e dicas encontradas na internet já são o suficiente e podem resolver o seu problema.

Entenda uma coisa, mesmo se você é um freelancer que está começando agora ou que já possui anos de mercado, saiba que, com avanço da tecnologia, as novas técnicas de vendas e marketing, o jeito com que os hábitos de consumo mudam, é sempre importante se manter atualizado, não importa se o que você precisa estudar está diretamente ligado à sua área de atuação. 

Perceba que como freelancer, você é responsável pela parte financeira, pela parte de vendas, pela parte de marketing e pela parte operacional do negócio. 

Com base nisso, você pode perceber que são várias as áreas em que você precisa estar atento e pensando sempre em melhorar.

10 – Recorre sempre a soluções gratuitas.

Realmente a internet facilita bastante o dia dia de quem é freelance. Podemos encontrar várias ferramentas tutoriais oportunidades gratuitamente e sem muito esforço.

No entanto uma coisa que não fica bem clara para muitos é que da mesma forma que tudo isso está disponível para mim gratuitamente também estará disponível para o meu concorrente. 

E é pensando nisso que é preciso mudar um pouquinho esse jeito de pensar.

Investir em ferramentas de trabalho, pagar por cursos de aprimoramento, ter acesso a conteúdos exclusivos, nos torna um profissional freelancer diferenciado dos demais. 

Nem todo mundo está disposto a investir dinheiro e oferecer definitivamente o melhor para o seu cliente e é aí que está o pulo do gato. 

Se você é um freelancer em começo de carreira ou já possui bastante tempo no mercado e tem essa mentalidade de que, para oferecer um serviço diferenciado e superior é preciso investir dinheiro, provavelmente o seu caminho para o sucesso profissional será mais rápido.

Afirmo isso com toda certeza, pois de longe, tanto o seus concorrentes quanto o seus clientes, já estão (ou irão) perceberam isso.

11 – Está sempre procurando soluções fáceis e atalhos profissionais.

Acredito que este. Sim caixa para todo tipo de profissional seja ele financeiro ou não, buscar por soluções fáceis e atalhos na vida profissional nem sempre traz o sucesso esperado, pelo contrário gera bastante frustração e desmotivação.

Entendo aqui soluções fáceis de atalhos profissionais é diferente de métodos e processos de trabalho, pois métodos e processos de trabalho são definidos e elaborados com base em experiências de sucesso que foram comprovadas.

Já os atalhos e soluções fáceis são recursos utilizados por quem quer enriquecer ou alcançar o sucesso do dia pra noite, sem se esforçar ou se dedicar.

Pode acreditar, não conheço nenhum profissional experiente e bem sucedido que tenha chegado aonde está, usando atalhos durante a sua carreira profissional.

Muito pelo contrário o percurso que estes profissionais utilizam, geralmente são pavimentados com muito suor, dedicação, horas de estudo e diversas tentativas com erros e acertos.

Então recomendo a você que, concentre-se sempre em se especializar, buscar soluções criativas e inovadoras para se diferenciar dos concorrentes e mostrar que o seu trabalho realmente vale o valor que você está pedindo.

Mostre para o seu cliente que você e a escolha certa para aquele trabalho e que ele em momento algum se arrependerá

12 – Não possuir metas ou objetivos definidos.

Este ponto já é algo mais filosófico e porque não dizer transcendental. 

Os profissionais que estipulam metas e possui objetivos claros e bem definidos tendem a obter sucesso mais rápido e com maior solidez, pois não se disperso durante o caminho tendo sempre em mente quais as metas ele deve atingir e qual é o objetivo para a suas ações.

Tudo fica mais claro quando percorremos um caminho em que podemos enxergar lá na frente aonde queremos chegar.

Quando se está caminhando sem nenhum destino, não importa o lugar que você esteja, você sempre sentirá um vazio por não saber se este lugar é o seu verdadeiro destino ou não.

Não se preocupe em definir grandes metas ou ter objetivos muito complexos. 

Comece focando em pequenas coisas que almeja, sejam elas profissionais ou pessoais, e com passar do tempo vá aumentando mais o seus desejos.

Sobre o autor:

Fred Bueno

Fred Bueno

Fred Bueno é especialista em Criação de Sites em WordPress. Há 8 anos escreve Tutoriais WordPress e também é idealizador do projeto "Empreendedor Digital WordPress".

Gostaria de ler mais conteúdos como este?

Faça como muitos Empreendedores Digitais e cadastre-se em nossa Lista Exclusiva para receber Tutorias, Dicas e Materiais Ricos sobre WordPress, Freelancer e Empreendedorismo Digital. Não perca essa oportunidade e saia na frente.

Não se preocupe, não fazemos SPAM ;)

Gostou do artigo? Compartilhe nas redes sociais

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Artigos Relacionados

Freelancer, essa é pra vc 👇!

Conheça o Kit de Materiais que vai Aumentar a qualidade dos seus trabalhos e reduzir seu tempo de Criação pela metade.

Quer saber como Criar Sites e Blogs com WordPress?

Clique no botão abaixo e comece a aprender sobre Criação de Sites e Blogs WordPress, do Básico ao Avançado.

Últimas do Blog!

Patrocinado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pesquisar no Site.

Use o campo abaixo para informar o que deseja buscar no site, seja um artigo, um vídeo ou qualquer outra coisa.

E-book + bônus Gratuito

Descubra as 10 maiores Vantagens de usar o WordPress para Criar seu novo Site!